A monarquia absolutista reinava sobre o século XVIII, o rei sempre dava a última palavra sobre o que quer que fosse beneficiando sempre a Nobreza e o Clero.

Entre cinco de maio de 1789 até nove de novembro de 1799 aconteceu à revolução.

Em 14 de julho de 1789, a Bastilha foi tomada pelos revolucionários, havia apenas sete prisioneiros.

Antes disso o país sofrera uma evolução nos últimos anos: não havia censura, a tortura fora proibida em 1788, e o povo tinha sido duplicado para contrariar a nobreza e o clero que não queriam a reforma dos impostos (como a França havia financiado a independência dos EUA, o território entrou em crise, pressionando os pobres a pagarem mais impostos).

Desde a morte do rei Luís XIV, o comércio com o exterior tinha aumentado muito. Os grandes portos, como Marselha, Bordéus e Nantes.

A Revolução Francesa pode ser dividida quatro períodos: a Assembléia Constituinte, a Assembléia Legislativa, a Convenção e o Diretório.

Assembléia Constituinte: começa em nove de julho de 1789 e termina em 30 de setembro de 1791. As primeiras ações dos revolucionários começaram quando, em 17 de junho, a reunião do povo se proclamou “Assembléia Nacional”, e, pouco depois, “Assembléia Nacional Constituinte”. Em 12 de julho, começam os motins em Paris, aprova-se a “Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão”. Em 14 de junho de 1791, se aprovou a lei que proibia os sindicatos de trabalhadores e as greves, com penas que podiam até a de morte.

Assembléia Legislativa: de um de outubro de 1791, quando se da a primeira reunião da mesma, até os massacres de 2 a 7 de setembro do ano seguinte. Continuam os motins de Paris provocados pela fome, a França declara guerra a Áustria, começa o ataque ao Palácio das Tulherias e a família real é presa.

Convenção Nacional: de 20 de setembro de 1792 até 26 de outubro de 1795. A Convenção fica dominada pelos jacobinos (partido da pequena e média burguesia, liderado pelo francês Robespierre), criando então o Comitê de Salvação Pública e o Comitê de Segurança Pública, iniciando o reino do Terror. A monarquia é acabada e muitos nobres abandonam o país, vindo à família de Luís XVU a ser guilhotinada em 1793.

Diretório: depois dos períodos apresentados anteriormente, ele segue até 1799, também conhecido como o período da “Reação Termidoriana”. Um golpe de Estado armado pela alta burguesia masca o fim de qualquer participação do povo no movimento revolucionário. Foi um período que permaneceu no exército, começando de novo depois de várias vitórias de campanhas externas.

O golpe de 18 de Brumário em nove de Novembro de 1799pôe fim ao diretório, inicia-se a Era Napoleônica e começa a Ditadura e o Império.

A Revolução Francesa transformou as ideias da Europa, conduziu as guerras, foi derrotada, pela  instalação do Império e, depois da derrota de Napoleão Bonaparte, pelo retorno a uma Monarquia e ao reinado do rei Luís XVIII.

 

Queda da Bastilha

Queda da Bastilha

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: